Queremos Energia Solar, e não Hidrelétricas no Tapajós!

Falar de energia solar é falar de matriz energética e também dos projetos do governo para os próximos anos. Por isso, a Multiplicadora Agatha viu uma grande oportunidade de conscientizar os alunos  do Ensino médio do Colégio Carneiro Leão em Recife. No evento, Agatha explicou as alternativas que temos na matriz energética brasileira, com enfoque para energia solar fotovoltaica, mostrando porque é uma má idéia construirmos grandes usinas hidrelétricas na Amazônia, como é o caso de São Luiz do Tapajós. 82 alunos foram multiplicados pelo poder do Sol e de Agatha.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s